Fundadoras

Profª. Drª. Danise Grangeiro

Inglês e Português

É formada em fonoaudiologia, tem pós graduação em Psicopedagogia. É mestre em Psicologia (bolsita da FUNCAP) e doutora em Ciencias de la Educacíon (Universidad de Buenos Aires). Investiga histórias de vida e a aquisição da aprendizagem após os 60 anos de idade. Fundadora da Escola de idiomas Easy to Learn em Fortaleza, Ce. Professora de inglês e português desde 1997. Morou nos EUA, atualmente mora em Buenos Aires.

Acredita imensamente nas capacidades do ser humano: aprender, ensinar, pensar e se comunicar. Na sua experiência com a educação, descobriu duas ferramentas extremamente importantes no processo de ensino-aprendizagem: o sentido do conteúdo ensinado e as histórias de vida. Aprendemos quando há vida dentro das aulas. Encontramos o sentido do aprendizado quando nossa história de vida está implicada nos conteúdos ensinados.

 

Profª. Namíbia de Ana

Francês, Português e Inglês

Trilíngue (inglês, francês e português) apaixonada por idiomas e seu aprendizado, foi professora de idiomas em Fortaleza durante 6 anos no SENAC, YES e Easy to Learn. Morando desde 2007 em Paris, decidiu se dedicar à sua paixão e acompanhar outras pessoas na incrível viagem que é trazer um novo idioma para nossas vidas.

Por estudar e observar a aquisição da linguagem em crianças, acredita que a exposição ao idioma e a necessidade de usa-lo são determinantes para o bom aprendizado. Por praticar tantos idiomas acredita que novas línguas trazem consigo um novo modo de pensar. Só aprendemos uma língua quando ela tem um sentido em nossas vidas. Ao mesmo tempo, aprender uma outra língua pode trazer mais sentidos à nossa vida.

Depois de uma especialização em Bilinguismo infantil, na faculdade de Psciologia da Université Paris Descartes, Namibia trabalha atualmente na associação Herança Brasileira, apoiando as familias na transmissão do Português como Lingua de Herança (POLH).

 

Direção

Sede Europa

Vanessa Simon

Inglês e Português

Nascida no Rio de Janeiro, Vanessa formou-se em Jornalismo em 2006 na Universidade Estácio de Sá e em Letras (Português – Inglês) na mesma universidade, em 2013. Depois de um treinamento para professores, ela trabalhou no CCAA (Centro de Cultura Anglo Americana) durante 7 anos, participando também de um treinamento para tornar-se diretora de filial.

Em 2014, ela se muda para a França, onde se forma em Teologia no Institut Biblique de Nogent. Graças a seu interesse pela Psicologia, ela escreve alguns artigos em congressos de Neuropsicologia no Brasil e no Uruguai. Apaixonada desde a infância pelo ensino, ela continua a dar aulas de inglês a adolescentes e adultos na França, depois de 8 anos de experiência no Brasil.

Com grande alegria e entusiasmo, Vanessa assume a função de diretora do SimpleSchool Europe, to share life with language, without borders*.

*para compartilhar a vida através da linguagem, sem fronteiras.

 

Sede Argentina e Uruguai

soledad-siteProfª. Soledad Dubini

Espanhol

Nasceu em Buenos Aires, Argentina. Estudou jornalismo na TEA (Taller Escuela Agencia). Obteve seu “Licence Arts, Lettres et Langues”, tem especialização em literatura e civilização na língua espanhola (“Université Lumière Lyon II), Franca; e mestrado na “Investigación y Docencia en Estudios Feministas, de Género y Ciudadanía” (Universitat Jaume I), Espanha.

Sua curiosidade por conhecer novas culturas e seu espírito aventureiro fizeram com que vivesse longas temporadas nos EUA, México, França, Espanha, República Dominicana, Grecia, Santo Eustáquio (Antilhas Holandesas) e Brasil.A experiência como professora de espanhol foi lograda na França, onde viveu durante 10 anos e trabalhou com pessoas de diferentes idades, com crianças e com aposentados.

Por sua própria experiência, considera que para aprender um novo idioma, o melhor método é fazer como fazem as crianças: aprender primeiro a falar, e logo depois adquirir a gramática de forma indireta e progressiva. Para ela, a aprendizagem de um novo idioma permite a abertura de um universo enriquecedor. Esta aprendizagem pode chegar por diversos caminhos: cozinhando uma nova receita, descobrindo novos ritmos, artistas ou políticos internacionais, ou simplesmente caminhar por uma cidade.

As chaves para lograr esta nova aprendizagem? Não desistir, perseverar e desfrutar das pequenas conquistas pessoais.

 

Profª. Drª. Gimena Perez

Francês

gimefoto

Nasceu em Montevidéu, Uruguai. É Doutora em Psicologia (Université Lumière Lyon II, França e UFRN, Brasil) e possui mestrado em Psicologia Intercultural pela mesma Universidade francesa. Trabalha e pesquisa assuntos que dizem respeito à identidade cultural e linguíst

ica das pessoas que habitam os espaços fronteiriços (fronteira franco-suíça e fronteira Uruguai-Brasil) assim como o desenvolvimento de competências profissionais nesse tipo de contextos qualificado por ela de “híbridos”. O hibridismo linguístico dessas regiões (principalmente aquele da fronteira Uruguai-Brasil) a levou a pesquisar as relações que se estabelecem entre línguas normalizadas (português e  espanhol) e dialetos locais (Português Gaúcho da Fronteira e Portugués del Uruguay ˗mais conhecido como portunhol).

O desejo de conhecer outras culturas e outras formas de vida a levou a morar na França, no Brasil e na Catalunha. O fato de ter aprendido várias línguas estrangeiras faz com que Gimena considere que o aprendizado de uma nova língua é um desafio repleto de aventuras, descobertas e emoções. Nesse processo não se aprendem apenas novas palavras mas também novas formas de sentir e de viver essa língua. Como explica Borges (1972), “um idioma é uma tradição, um modo de sentir a realidade, não um arbitrário repertório de símbolos”. Assim, aprendente e educador se enriquecem mutuamente e o conhecimento já não é mais uma exclusividade do professor mas se constrói conjuntamente através de cada encontro, de cada palavra e de cada emoção.

Sede Brasil

Profª. Drª. Danise Grangeiro

Inglês e Português

É formada em fonoaudiologia, tem pós graduação em Psicopedagogia. É mestre em Psicologia (bolsita da FUNCAP) e doutora em Ciencias de la Educacíon (Universidad de Buenos Aires). Investiga histórias de vida e a aquisição da aprendizagem após os 60 anos de idade. Fundadora da Escola de idiomas Easy to Learn em Fortaleza, Ce. Professora de inglês e português desde 1997. Morou nos EUA, atualmente mora em Buenos Aires.

Acredita imensamente nas capacidades do ser humano: aprender, ensinar, pensar e se comunicar. Na sua experiência com a educação, descobriu duas ferramentas extremamente importantes no processo de ensino-aprendizagem: o sentido do conteúdo ensinado e as histórias de vida. Aprendemos quando há vida dentro das aulas. Encontramos o sentido do aprendizado quando nossa história de vida está implicada nos conteúdos ensinados.

Sede Canadá

Profª. Suzana Lima

Inglês

Suzana começou a ensinar inglês aos 19 anos, mas desde pequena suas brincadeiras envolviam alunos imaginários e salas de aula. Curiosa por aprender, apaixonada por novos desafios, ela é formada em Publicidade pela UFC e tem especialização em Ensino da Língua

Inglesa pela Faculdade Ateneu.

Trabalhou no Fisk e no Easy to Learn onde ensinou tanto crianças a partir de 4 anos, como adolescentes e idosos. Durante seus 2 estágios na Disney aprendeu que pequenas atitudes podem transformar o dia de alguém. Ela já morou 1 ano em Toronto e fez um curso de Business English, além de ter trabalhado em uma startup. Hoje, cursa Business Administration na Acsenda School of Management em Vancouver, Canadá. Aprender Francês e conhecer a Europa ainda estão na sua wishlist. Suzana entende que a aprendizagem de uma língua deve ir além de sala de aula, tendo o aluno como participante ativo. Com sua experiência no ensino, ela sabe que gramática e regras de norma culta são apenas a porta de entrada para a descoberta de um universo dentro e fora de si mesmo.

 

Professores

Profª. Maia Zietzke

maia

Espanhol

Nasceu na cidade de Mar del Plata, província de Buenos Aires, Argentina.  É professora de nível inicial (título recebido na I.S.F.D “Pinos de Anchonera”) e estudante de Psicopedagogia. Desde 2004 reside em Buenos Aires.

Tem participado de

 

 cursos, oficinas e congressos sobre as diversas problemáticas que enfrenta a educação nos nossos dias. O trabalho com crianças pequenas despertou seu interesse por investigar como contribuir na elaboração de propostas que possibilitem melhores oportunidades de aprendizagem.

Acredita que deve exercer sua profissão encarando o desafio e a responsabilidade de apresentar aos seus aprendentes os conteúdos como:  saberes abertos, incompletos, imperfeitos, passíveis de revisão e recreação. Para isso, direciona sua tarefa em propostas lúdicas, criativas e significativas, onde os aprendentes possam ser capazes de se apropriar daquilo que vai aprender.

A experiência de todos estes anos lhe permite pensar que a forma de aprender um idioma é muito semelhante ao que é usado em seus projetos em salas de aula. Acredita numa aprendizagem estimulada a partir da curiosidade, do jogo, das atividades simples e da vida cotidiana. Considera que ensinar um novo idioma permite enriquecer sua prática e permite também compartilhar com outros a sua vocação, ressaltando que ambos os protagonistas (aprendente e educador) tenham como objetivo ir avançando e progredindo e não buscando a perfeição.

 

—-

Profª. Karine BritoUntitled

Inglês e Português

Formada em administração, descobriu o amor por línguas quando, ainda no meio do curso universitário, decidiu que precisava viver a experiência de conhecer uma cultura diferente.

Após morar dois anos nos Estados Unidos (2007 a 2009), apaixonar-se pelo inglês e, mais do que isso, pelo mundo de oportunidades que a nova língua trouxe, começou a questionar-se porque é tão difícil aprender uma

 

língua nas aulas de cursos tradicionais. Foi aí que surgiram as oportunidades para dar aulas particulares e o desejo por pesquisar mais sobre o assunto e oferecer possibilidades diferentes de aprendizado para os seus alunos.

Durante seu período nos Estados Unidos, além de aulas regulares de inglês, fez um curso de Communication in Business (Comunicação em Negócios) na Universidade de Harvard e outro de Gramática Avançada na Universidade de Framingham, ambos em Massachusetts. Porém, acredita que sua melhor forma de aprendizado aconteceu através da conversação e de experiências marcantes vividas com amigos que conheceu durante essa fase. Hoje, estuda francês e tem espanhol e alemão na sua lista de desejos! Para ela, aprender uma nova língua é a oportunidade de viver um novo universo de possibilidades.

Aprender, trocar experiências, falar sobre viagens, línguas, livros e sobre a vida são exemplos de tópicos que fazem seus olhos brilharem. Ela acredita que o aprendizado está diretamente relacionado aos tipos de interesses específicos de cada ser humano, à individualidade e tenta

 

 unir todas essas ideias na hora de planejar as aulas.

—-

Profª. Isabel Fonta 

Inglês e espanhol

De nacionalidade Espanhola, Isabel é formada como professora de inglês, intérprete e tradução pela Faculdade CVA. A mesma também possui título de graduação em administração e gestão e turismo.  Após conhecer vários países da América Latina e entrar em contato com suas respectivas culturas, se estabeleceu no Brasil.

Foi professora de línguas estrangeiras pela Dove Family Foundation por 8 anos. Tem conhecimentos sobre a metodologia Montessori que ajuda e inspira a professora nos planejamentos das suas aulas,

 

especialmente para alunos de 3 a 10 anos.

É mãe de duas filhas lindas, fluentes no espanhol, inglês e português. Dentro de casa, mantém um ambiente trilingue e multicultural. Acredita que aprendemos uma língua estrangeira através da conversação e que a escrita vai acompanhando a oralidade de forma espontânea. Defende a idéia de que não aprendemos uma outra língua de forma rígida, e sim, através de brincadeiras e muita diversão.

 

 

Angela SenaProfª. Ângela Sena

Português

Brasileira, formada em Pedagogia pela Universidade Paulista. Tem dois filhos, é casada e ama fotografia. Descobriu sua paixão pela educação a muitos anos atrás quando acompanhava sua mãe, que era diretora e professora de uma escola.  Acha que cada pessoa deveria saber se comunicar com o mundo.

Morou na França, já visitou alguns países e hoje mora na Polônia. Foi daí que viu o quanto é necessário falar outras línguas. Atualmente, a língua é uma barreira. Ela fala: me sinto um peixe fora d’água e por isso pretendo aprender o Polonês. Quando sabemos falar e nos comunicar com pessoas de outros países, o mund

o fica com as cores mais agradáveis e nossa vida se torna bem mais colorida.

Ensinar a alguém aquilo que já nos foi passado é maravilhoso. Temos que multiplicar cada vez mais os saberes. Se mantivermos guardado para nós, não adiantou nada ter aprendido.

 

Profª. Gaby Papa

Inglês e Espanhol

Olá! Essa é a professora Gaby da Guatemala. Ela sempre se viu como educadora e sempre, desde da sua infância, se diverte sendo bilíngue. Ela era aquela criança que os amigos buscavam quando tinham qualquer dúvida em inglês. Essa é uma das razoes pelas quais a Gaby decidiu ser professora. A mesma tem certificação do TESOL e TEFL teacher na EBC Learning Europe de Cambridge.Gaby tem como meta constante seu desenvolvimento pessoal. Apaixonada pela criatividade, também decidiu estudar Artes audiovisuais em Buenos Aires.

Ensinar inglês é uma das coisas que mais lhe dá prazer, já que lhe oferece a oportunidade de compartilhar seu conhecimento e descobrir novas culturas. Gaby acredita que para aprender uma língua estrangeira não é necessário somente dominar a gramática, mas sim, ter oportunidades de falar e de ser ouvido.

Para a professora, todos podemos aprender a falar um idioma com diversão!